Paraíso Niilista – O Vazio e o Nada se encontram


 
Seção Reflexões
 

marreta crítica

Dou boas-vindas a todo conhecimento que me chega com uma marreta. Marreto tudo aquilo quanto me é apresentado, para verificar sua consistência. Se se esfacela diante de meus olhos, penso: eis um grande castelo de sonhos erigido por criaturas frágeis. Se subsiste, dou-lhe boas vindas como mais um cômodo na morada onde habita meu pensamento. Quiçá esta não desmorone sobre minha cabeça ante minhas próprias investidas autodestrutivas – a autocrítica, para mim, sempre será uma austeridade imprescindível.
André Díspore Cancian
[sine data]
 
[retornar ao índice]
 
 




    RSS Paraíso Niilista
  Paraíso Niilista – O Vazio e o Nada se encontram
Copyright © Paraíso Niilista – O Vazio e o Nada se encontram
:: Caso encontre erros, aprenda com eles ::
[On-line há ]
[última atualização: 15/11/2015]
  [Powered by]
intelligence...