Paraíso Niilista – O Vazio e o Nada se encontram


 
Seção Reflexões
 

non sequitur

Se pensarmos no sentido da vida em si mesma, enquanto um sistema biológico programado para perpetuar-se, vemos que é uma espécie de non sequitur; a vida é algo que não segue-se; nós a seguimos, esperando recompensas. Seu sentido não faz sentido, não se justifica logicamente, apenas funciona mecanicamente. A premissa é a genética, a conclusão é a eternidade, e nossas vidas particulares são inferências ilógicas que sustentam a conclusão desse sofisma biológico.
André Díspore Cancian
22/12/2008
 
[retornar ao índice]
 
 




    RSS Paraíso Niilista
  Paraíso Niilista – O Vazio e o Nada se encontram
Copyright © Paraíso Niilista – O Vazio e o Nada se encontram
:: Caso encontre erros, aprenda com eles ::
[On-line há ]
[última atualização: 15/11/2015]
  [Powered by]
intelligence...