Paraíso Niilista – O Vazio e o Nada se encontram


 
Seção Reflexões
 

o deus das lacunas

Deus, a perfeição absoluta, criador da humanidade, do céu e da terra, do bem e do mal, de todas as coisas que nossa “vã sabedoria” ainda ignora e de todas as desgraças – mas ainda assim, ele é tão poderoso que consegue ser perfeitamente bondoso ao fazer o mal. Enfim, um ser fabuloso, gabado de ser onipresente, onisciente e onipotente que, entretanto, não parece conhecer outra morada além das lacunas de nosso conhecimento. Fernando Pessoa disse “Não acredito em Deus porque nunca o vi. Se ele quisesse que eu acreditasse nele, sem dúvida que viria falar comigo. E entraria pela minha porta dentro dizendo-me, aqui estou!”. Realmente, parece que Deus não existe – mas talvez isso seja ceticismo demais. Quem sabe ele não é apenas um pouco tímido.
André Díspore Cancian
[sine data]
 
[retornar ao índice]
 
 




    RSS Paraíso Niilista
  Paraíso Niilista – O Vazio e o Nada se encontram
Copyright © Paraíso Niilista – O Vazio e o Nada se encontram
:: Caso encontre erros, aprenda com eles ::
[On-line há ]
[última atualização: 15/11/2015]
  [Powered by]
intelligence...